Câncer de próstata | Tipos e possíveis outras anormalidades encontradas em resultados de biópsia


Quase todos os cânceres da próstata são do tipo adenocarcinomas. Estes cânceres se desenvolvem a partir das células que formam o fluido seminal que se mistura aos espermatozoides produzidos nos testículos.

Existem também outros tipos mais raros de câncer de próstata, como:

  • Sarcomas
  • Carcinoma de pequenas células
  • Tumores neuroendócrinos
  • Carcinomas de células transicionais

Alguns tipos de câncer de próstata podem crescer e se espalhar rapidamente, mas a maioria cresce de forma lenta e demora décadas para manifestar qualquer sintoma. 

Na verdade, estudos de autópsia mostram que muitos homens que morreram de outras causas também tinham câncer de próstata que não havia sido diagnosticado e que talvez nunca viesse a causar sintomas ou representar risco de morte pela doença.

Possíveis condições pré-cancerosas da próstata

Algumas pesquisas sugerem que o câncer de próstata começa como uma condição pré-cancerosa, embora esta alteração ainda não tenha sido completamente elucidada, muitos avanços de pesquisas científicas tem sido alcançados nos últimos anos. 

Estas alterações são por vezes encontradas quando um homem faz uma biópsia da próstata (que é a remoção de pequenos fragmentos da glândula à procura do câncer).
Dentre estas alterações podemos citar:

Neoplasia intra-epitelial prostática (PIN)

Nessa situação, há mudanças na forma como as células da próstata se organizam e essas alterações podem ser classificadas como:

• PIN de baixo grau: onde os padrões de células da próstata se parecem quase dentro da normalidade mas já mostram algum grau de alteração em sua arquitetura.
  • PIN de alto grau: os padrões de organização se são nitidamente alterados, mas ainda não preenchem as características para serem considerados um câncer. 

A possível ligação entre o PIN de baixo grau e câncer de próstata ainda é incerta.
Se o PIN de alto grau é encontrado em uma biópsia, há cerca de 20% de chance encontrarmos o câncer em outra área de sua próstata. Nessa situação o acompanhamento em intervalos mais curtos é recomendado.

Atrofia inflamatória proliferativa (PIA)
Nessa condição as células da próstata parecem menores do que o normal, e há sinais de inflamação no tecido. 
PIA não é câncer, mas os pesquisadores acreditam que PIA pode às vezes levar ao PIN de alto grau e talvez ao desenvolvimento do câncer de próstata.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

No ultrassom de próstata o que significa glândula prostática de ecotextura heterogênea, com calcificações de permeio??

Túlio pergunta: "Após biópsia de próstata quantos dias devo ficar sem ejacular (sem atividade sexual)??"

Avanços no sequenciamento de novos tratamentos para o câncer de próstata avançado.